PARANÓICA

Me chamo Marcela, tenho 22 anos, ainda moro com meus pais e já tive três relacionamentos sérios. Na verdade a palavra “sério” soa como piada, por que foi tudo palhaçada! Confesso que estraguei os três. Sim, por que minha insegurança se sobressai a qualquer sentimento de confiabilidade. Continuar lendo PARANÓICA

BATOM

O beijei bem forte. Suguei sua língua, borrei seu rosto e o abracei. Vi que ficou um pouco de batom na blusa, à altura do ombro. Pouco me importei. Era a despedida. Desabotoei o vestido que escorregou pelas minhas curvas chegando ao tapete. Ele tirou cinto, sapatos, meias e a blusa manchada. Rapidamente abriu o zíper da calça. Com a boca avermelhada, disse que queria … Continuar lendo BATOM