Sempre que dá certo

A gente sempre fica quando dá certo. Não é um compromisso que precisamos sempre honrar. Cada um tem sua vida. Ele vive na ponte aérea entre Ceará e São Paulo. E eu aqui, no meu cantinho, no meu lugar que amo viver. Esse lance já dura alguns anos. (quase uma década). Eu sinto um carinho especial por ele e sei que é recíproco. Não é … Continuar lendo Sempre que dá certo

Sonhador

Antes de dormir, sempre sonhei.Às vezes, forçado pela televisão.Às vezes, instigado pela necessidade.Sonhei, para fugir do medo. Sonhar, me possibilitou viver.Sonhar, me fez melhor em alguns segundos.Sonhar, me transcede.É o rémedio para a vida amarga. Sonhar, é traçar metas.Gás que ativa o levantar.Sonhar, é ir além do limite.Sonhar, é o advento para o realizar. Continuar lendo Sonhador

Retrovisor

Um pré-carnaval, parecido como todos outros, amantes conectados, olhares de mil faces e um barulho absurdo na própria inocência que carregava dentro de si. Acreditamos que só nos perdemos quando enfrentamos a maré. Os refletores não conseguiam mirar no ponto comum das estrelas daquela história. Dois corações encontram-se, batem na mesma sintonia, mas a boca acostumada a não dizer o que sentia, continuava evitando dizer … Continuar lendo Retrovisor

Quando eu me for

Á Joseph, Francisco José de Sousa Quando eu me for, Dispenso as sentinelas mórbidas e os rituais fúnebres, Prefiro outro tipo de espetáculo Menos estético e abstrato e mais concreto. Prefiro algo mais minimalista: tosco. Quando eu me for, Dispenso as velas de chamas mornas e flores, Prefiro outro tipo de iluminação E aromas mais refinados, duráveis, brilhantes e intensos. Prefiro algo menos óbvio: neon. … Continuar lendo Quando eu me for

15 SEGUNDOS

– Não importa o conteúdo, o que importa é a hashtag, a trilha de fundo… – Mas então, o que importa mesmo? – Se você for pensar só no conteúdo, você não irá bombar nunca. Tem que seguir uma receita de bolo, uma fórmula. Colocar uma trilha de fundo chamativa, de preferência as que estão em alta nas tendências, as trends; tem que colocar hashtags … Continuar lendo 15 SEGUNDOS

O passado

Às vezes me procuro e já não me encontro mais.Tento recorrer ao passado, mas sou bloqueado pelo agora.Busco me reconectar ao que também foi belo.Então, percebo que não existe mais. Não guardei!Não arquivei!Não memorizei!Não zelei! Porém, sei que foi vivido.Pois, ainda sinto o cheiro da nossa parede de barro.O pote secava, mas logo era cheio de novo.Nossa mesa era grande: chão da cozinha. Aonde vim … Continuar lendo O passado

Eliseu, o menino que espalhava sonhos.

Homenagem ao Prof. Eliseu Eli Barbosa Certa vez, numa manhã dessas em que nem tudo parece dar certo, uma chuva fininha, calma e doce chamada Maria, encontra-se inesperadamente com um raio de sol que fugiu entre as nuvens que o escondia. Ele era apressado, forte e aventureiro chamava-se Joaquim. Ao longe, algumas crianças brincavam e cantarolavam: “Sol e chuva, casamento de viúva… chuva e sol … Continuar lendo Eliseu, o menino que espalhava sonhos.

O livro que tu toca

Quando toquei naquele livro senti uma grande conexão, senti uma energia forte, senti como se aquele livro fosse um pendrive e eu… um computador, toda informação estava sendo transferida pra mim. Meus pelos eriçaram, sentia como se estivesse recebendo sangue depois de uma grande sangria. Minhas conexões internas recebiam descargas, meu corpo imóvel respondia com espasmos constantes. Aquele momento era sagrado, não conseguia pensar em … Continuar lendo O livro que tu toca

Me declarei

– Tá me zoando né? – questionou Saulo, quebrando aquele gelo que mais parecia um iceberg. – Não. Tô falando sério. Sou apaixonado por ti. – reafirmou Jefferson com a voz trêmula. Depois disso, apenas o som da TV ecoava ao fundo enquanto ambos continuavam mudos, trocando olhares confusos. Os dois amigos se viam naquela cena desconfortável, ao passo que um se declarava e o … Continuar lendo Me declarei

Prometi que jamais ia falar de nós

Em uma manhã normal de uma terça-feira, senti seu cheiro, lembrei como você fazia falta. Fiquei ofegante por alguns minutos imaginando suas mãos tocando as minhas, é inverno em sua cidade e verão na minha, totalmente oposto quando nos conhecemos. Parece que foi descuido, por deixarmos soltos nossos sentimentos e assim sumir de vez. Apesar que aqui dentro ainda provoca umas pontadas, e juro que … Continuar lendo Prometi que jamais ia falar de nós